Notícias

Ideia portuguesa de bioremediação de águas residuais

Enviada em: 11/09/2018

Matéria publicada no jornal português P3 fala de uma ideia inspirada na natureza para fazer bioremediação de águas residuais. Leia:

Foi numa viagem a Angola que Nuno Gomes viu pela primeira vez uma ilha flutuante criada pela natureza. Os papiros, plantas aquáticas que podem ter uma altura de quatro a cinco metros, cresciam desenfreadamente no rio Kwanza. Com a força, as raízes soltavam-se das margens e formavam ilhas independentes que navegavam água fora e levavam pássaros e insectos a bordo. “Na prática, o que nós estamos a fazer é imitar a natureza”, começa por contar o biólogo ao P3.

No regresso a casa, o também director executivo da Bluemater — empresa portuense focada em soluções sustentáveis para o tratamento de águas — documentou-se sobre o que havia sido feito nesta área e verificou que o conceito de ilha flutuante não era novo. Mas as estruturas existentes eram feitas de materiais sintéticos como plástico e poliuretano. Faltava escolher o material para criar um sistema amigo do ambiente.

Confira a matéria completa no link:

matéria completa